Oscars – A Noite dos Reis

 

Numa noite sem surpresas, o destaque vai todo para a “realeza”: The King’s Speech foi o grande vencedor da noite, premiado com os galardões para Melhor Filme, Melhor Realizador (Tom Hooper), Melhor Argumento Original (David Seidler) e Melhor Actor Principal para Colin Firth, pela sua interpretação de Jorge VI. Ficaram ainda assim a faltar as vitórias de Geoffrey Rush e da favorita Helena Bonham-Carter nas categorias de interpretação secundárias, perdendo respectivamente para Christian Bale – será que agora será finalmente reconhecido como actor de inegáveis méritos por algumas franjas da crítica? – e para Melissa Leo – talvez uma compensação por Frozen River (2008).

E porque não há rei sem rainha, a Rainha Cisne Natalie Portman foi a mais esperada e justa premiada da noite, mantendo assim intacta a credibilidade que ainda dou às escolhas da Academia.

Uma nota final para a não-vitória de Exit Through the Gift Shop na categoria de Melhor Documentário (perdeu para Inside Job), evitando assim à Academia embaraços relativamente à entrega da estatueta ao anónimo Banksy, e a mais uma confirmação da dinamarquesa Susanne Bier como uma das mais talentosas realizadoras europeias da actualidade, com Hævnen a vencer a estatueta para Melhor Filme em Língua Estrangeira. Para o ano há mais!

Podem ver a lista completa dos premiados aqui.

Esta entrada foi publicada em Notícias com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s