Black Swan – Mais uma obra-prima de Aronofsky?

Darren Aronofsky é daqueles cineastas (e digo “cineastas” porque o termo “realizador” é demasiado redutor) cujo nome impresso no cartaz de um filme é garantia certa da qualidade do mesmo. Além dele, e cingindo-me apenas à chamada “nova vaga”, poderia referir também PT Anderson, Christopher Nolan ou  Jason Reitman. No entanto, há algo que distingue Aronofsky destes e de quaisquer outros: além de boas que se farta, as suas obras são sempre poderosíssimas, autênticos murros no estômago de qualquer espectador com sensibilidade em níveis aceitáveis. E o que dizer de um cineasta que durante a sua relativamente curta carreira já assinou trabalhos como Pi (1998), Requiem for a Dream (2000), The Fountain (2006) ou o mais recente The Wrestler (2008)?

Tudo isto para reforçar que, se há estreia que aguardo com enorme expectativa, é a de Black Swan, o próximo filme de Aronofsky, com estreia marcada para os EUA em Dezembro. O elenco promete: além do francês Vincent Cassel – Mr. Bellucci himself -, o par protagonista é constituído pela sempre bem-vinda Natalie Portman e por Mila Kunis, a giríssima actriz de origem ucraniana também conhecida por dar voz a Meg Griffin em Family Guy. Depois, há ainda Wynona Rider e o seu eterno rosto de menina. Quais as chances de juntar estes três guilty pleasures visuais no mesmo elenco?

O enredo também promete. Portman e Kunis são duas bailarinas cuja rivalidade ultrapassa todos os limites nos bastidores de uma encenação d’O Lago dos Cines, de Piotr Igor Tchaikovsky – assim, desde logo não poderia haver banda sonora mais arrepiante. Diz-se que o género é um misto de thriller e terror, o que não deixa de trazer à memória o seminal Suspiria (1977) do mestre Dario Argento, que até se desenrola no mesmo meio artístico.

O filme abriu o último Festival de Veneza, e foi recebido de forma muito entusiasmante. Quanto a nós, resta-nos esperar provavelmente até 2011 para o apanharmos numa sala de cinema local – e tendo em contra os critérios habitualmente atrozes da Zon Lusomundo, não deve ser em muitas…

Esta entrada foi publicada em Filmes dos anos 2010, Preview com as etiquetas , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s